Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > INPI concede quarta patente de invenção ao Ifes
Início do conteúdo da página

INPI concede quarta patente de invenção ao Ifes

Publicado: Segunda, 04 de Novembro de 2019, 16h56 | Última atualização em Segunda, 04 de Novembro de 2019, 16h56

A patente é referente a processo que utiliza resíduos de mármore na desfosforação do ferro-gusa.


O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) concedeu ao Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) sua quarta patente na última terça-feira (29). A patente de invenção foi concedida ao “Processo de aproveitamento do resíduo proveniente da extração e beneficiamento de mármore, e resíduos contendo óxido de ferro como desfosforante de ferro-gusa”. O trabalho foi desenvolvido pelos pesquisadores do Campus Vitória José Roberto de Oliveira, João Bosco de Barros, Pedro José Nolasco Sobrinho e Elsomar Biancardi Guimarães de Oliveira.

“O objetivo da invenção é substituir parcial ou integralmente o calcário e outros agentes que normalmente são usados no processo de desfosforação de ferro-gusa e do aço. Ou seja, a ideia é substituir matérias-primas convencionais, que são extraídas da natureza, por resíduos”, explicou o professor José Roberto. A invenção teve origem em um projeto do mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais, ofertado pelo Campus Vitória, sob a orientação do docente, que possui outras três cartas-patente.

Processos anteriores
O Ifes já recebeu outras três patentes anteriormente, todas relacionadas ao aproveitamento de resíduos do processamento de rochas ornamentais. A primeira foi concedida para o “Processo de Separação e Briquetagem da Parte Metálica Contida em Resíduos”, dos inventores José Roberto de Oliveira, Felipe Nylo de Aguiar, João Bosco de Barros e Pedro José Nolasco Sobrinho, servidores do Campus Vitória.

A segunda foi para o “Processo de Utilização de resíduo de mármore como dessulfurante de ferro-gusa e aço”, de José Roberto de Oliveira e Itamar de Mori Cezario. E a terceira foi concedida ao processo “Utilização de Resíduo de Mármore na Fabricação de Pelotas Siderúrgicas”, desenvolvido pelos pesquisadores José Roberto de Oliveira, Estefano Aparecido Vieira e Ramiro da Conceição do Nascimento Junior. Além das cartas-patente, o Ifes possui ainda um pedido de patente já deferido.

O Ifes também já obteve a concessão de 33 registros programas de computador e tem exclusividade sobre nomes e logotipos de nove marcas. Além disso, a instituição é titular em mais 64 depósitos de pedido de patente, sendo que dois deles são de modelos de utilidade, em que o invento é oriundo de uma nova forma ou disposição, com notável melhoria funcional.

Agifes
As criações intelectuais podem ser objeto de um direito de propriedade, chamado de propriedade industrial. Este direito permite assegurar o monopólio ou o uso exclusivo sobre uma determinada invenção, uma criação estética (design) ou um sinal usado para distinguir produtos e empresas no mercado.

A Agência de Inovação do Ifes (Agifes) é responsável por realizar atendimentos e depósitos das produções intelectuais no âmbito do Instituto. Além disso, a agência também presta o serviço de assessoramento ao inventor independente, de forma a dar todas as informações necessárias para proteger sua invenção, contudo, o Ifes faz o depósito apenas das invenções em que é titular.

Para saber mais acesse agifes.ifes.edu.br ou entre em contato pelo telefone: (27) 3357-7542 ou pelo e-mail agifes@ifes.edu.br.

 

registrado em:
Assunto(s): invenção , patente , agifes , INPI
Fim do conteúdo da página