Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza
Início do conteúdo da página

Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza

Publicado: Sexta, 11 de Novembro de 2016, 14h54 | Última atualização em Sexta, 11 de Novembro de 2016, 14h54

Projeto, do qual fazem parte estudantes de outras escolas da Região Serrana, estimula o interesse pela conservação da biodiversidade da Mata Atlântica.

Onze alunos do Campus Centro-Serrano, do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), estão aprendendo sobre a Mata Atlântica e sobre a conservação da biodiversidade por meio do Núcleo de Observadores da Natureza (Nona). O núcleo tem a proposta de estimular o interesse de jovens da região Centro-Serrana do Estado pelo assunto, além de capacitá-los para a implantação de um sistema de monitoramento de espécies ameaçadas, por meio de atividades práticas desenvolvidas por profissionais das áreas de botânica, zoologia, ecologia e sistema de informação.

As atividades são organizadas pelo Instituto de Pesquisas da Mata Atlântica (Ipema), o Instituto Nacional da Mata Atlântica (Museu de Biologia Mello Leitão), a Ufes e agora o Ifes Campus Centro-Serrano.

Um total de 40 alunos integra o grupo, incluindo estudantes das escolas José Pinto Coelho, de Santa Teresa; Frederico Boldt, de Santa Maria de Jetibá; e Hermann Berger, também de Santa Maria. Além disso, professores, monitores e palestrantes fazem parte da iniciativa. Os estudantes do Ifes se juntaram ao grupo no segundo semestre deste ano e já participaram de três oficinas. Na primeira, aprenderam sobre pegadas de mamíferos da Mata Atlântica, nas dependências do Instituto Nacional da Mata Atlântica.

A segunda abordou as características da mata para avaliação de estrutura da vegetação, em um fragmento florestal em Santa Maria de Jetibá. Já a terceira oficina aconteceu na quarta-feira (9) e teve como tema os métodos de estudos comportamentais e ecológicos de primatas. A última oficina do ano está prevista para dezembro e será sobre produção de mudas e reflorestamento, correspondendo ao encerramento das atividades de 2016.

A professora de Biologia Mariana Petri, coordenadora da atividade no Campus Centro-Serrano, conta que a intenção agora é formalizar um programa de extensão nessa linha. “Nossa intenção agora é realizar o cadastro do Programa de Extensão Observadores da Natureza, com o objetivo de fomentar a cultura de observação e preservação da natureza através da realização de oficinas práticas em escolas municipais e outros espaços públicos”, comentou.

“Esperamos que os alunos que ora integram o Nona tornem-se multiplicadores do conhecimento e das experiências que têm vivenciado, e também que o Ifes atue como incentivador da cultura científica em relação à biodiversidade. A região Centro-Serrana do Estado está entre as mais biodiversas do Estado e do País, com uma riquíssima fauna e flora, elevado grau de endemismo de espécies, além de apresentar uma lista considerável de espécies ameaçadas de extinção”, explicou.

Veja fotos de algumas atividades da qual os estudantes participaram:

Alunos do Campu...
Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza
Alunos do Campu...
Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza
Alunos do Campu...
Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza
Alunos do Campu...
Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza Alunos do Campus Centro-Serrano participam do Núcleo de Observadores da Natureza

registrado em:
Fim do conteúdo da página